Bienal Sesc de Dança 2013 – Para crianças

272x150_0006_TÉTE-À-TÉTE_foto-Charlotte-sampermans-(5)

11 e 12 SET – TÊTES À TÊTES

Maria Clara Villa Lobos – (BÉLGICA) O espetáculo traz para o palco o universo do desenho animado, através de projeções em vídeo. Um solitário personagem de cabeça enorme vai descobrindo, enquanto passeia, as cores, os espaços, o próprio corpo e a relação amorosa. Destinado a crianças a partir de 3…
saiba mais

272x150_0015_PEQUENA-COLEÇÃO-DE-TODAS-AS-COISAS_CIA-DANI-LIMA-(6)

08 e 09 SET – PEQUENA COLEÇÃO DE TODAS AS COISAS

Cia. Dani Lima – (RJ – BRASIL) O que um bule de café tem em comum com um capacete de ciclista? E a fita métrica, será que pertence ao mesmo grupo do pacote de bolacha? Em Pequena Coleção de Todas as Coisas, primeiro espetáculo para crianças da Cia. Dani Lima,…
saiba mais

272x150_0038_Album-das-figurinhas_-foto-GIL-GROSSI-(3)

06 e 07 SET – ÁLBUM DAS FIGURINHAS

Balangandança Cia. – (SP – BRASIL)  Ao invés de serem coladas no papel, as figurinhas que compõem este álbum-espetáculo estão grudadas nos ossos, na pele e nos cabelos dos seis criadores-intérpretes da Balangandança Cia. Reunida ao longo de três anos pelo grupo, uma grande coleção de movimentos, brincadeiras e danças…
saiba mais

Veja os demais eventos da Bienal Sesc de dança 2013:

Bienal Sesc de dança 2013 – Atividades Formativas
Bienal Sesc de Dança 2013 – Para crianças
Bienal Sesc de Dança 2013 – Intervenções
Bienal Sesc de Dança 2013 – Espetáculos

Igor Kretly é ilustrador e diretor de arte, formado em Artes Visuais com ênfase em design pela PUC, estudante de Grego Antigo na Faculdade de Letras pela USP e faz matérias na filosofia e no Museu Paulista. Estudou direção para cinema, concept art, character concept e processamento de dados.Embora só se sinta desenvolto com os tradicionais inglês e espanhol, compreende também francês, italiano, já estudou alemão, norueguês, japonês, árabe, checo e grego ático na Universidade de São Paulo (USP).Fundador do Esponja Cultural e por falta de vergonha na cara, usa o Behance mesmo, porque o portfolio próprio está pífio e incompleto, já que ainda não terminou de programa-lo.

Leave a Reply