Espetáculo Pessoa no Espaço Cultural Pinho de Riga

PESSOA - Fotos por Joca Carvalho

O espetáculo revela a intimidade do escritor português Fernando Pessoa e descreve sua visão de mundo, traduzindo um homem angustiado e um artista incansável. Texto compilado a partir de notas de rodapé do poeta, com trechos do Livro do Desassossego.

Um espetáculo sobre Fernando e suas Pessoas
A Companhia Expressa de Theatro apresenta o espetáculo solo PESSOA, com texto compilado a partir das notas de rodapé e apontamentos do Livro do Desassossego.

A concepção faz uma visita íntima na vida do autor Fernando Pessoa e trata a área de cena como espaço metafísico onde o poeta expõe seus sentimentos, suas reflexões, seu cotidiano, suas frustrações, além do seu processo de criação e observação do mundo que o cerca.

O texto, que não obedece nenhuma ordem cronológica e dispensa o uso dos poemas, que ficam na trilha sonora, traz um fluxo de ideias e pensamentos, ora dando pistas do processo criativo através dos seus heterônimos, ora revirando o amor não correspondido e sua solidão como homem e artista, sem nunca perder o olhar poético sobre o mundo: também há beleza nos dias de chuva!.

Ficha Técnica

Texto: Fernando Pessoa
Atuação: Marcos Lemes
Direção: Silvio Vieira
Compilação de textos, Sonoplastia e Iluminação: Marcos Lemes
Fotografia de cena: Alberto Cataldi e Joca Carvalho
Assistente de Montagem: Paulo Sarri
Assistente de Produção: Fabricio Antunes
Produção: Companhia Expressa de Theatro
Duração: aproximadamente 45 minutos
Representação: Teatro
Gênero: Drama
Identidade: Monólogo
Indicação Etária: 14 anos

Data: 01/09 à 29/09
Domingos ás 19:00
Ingressos:
R$ 30,00 (inteira)
R$ 15,00 (meia-entrada)
Pagamento em dinheiro.

Bilheteria uma hora antes OU antecipado no local OU reserva pelo telefone abaixo
Local: Espaço Cultural Pinho de Riga
Endereço: Rua Conselheiro Ramalho, 599 – B. Bela Vista – SP/SP

Nayra Simões é estudante de Letras na Universidade de São Paulo, faz russo como segunda língua e é inicianda da Prof.ª Dr.ª. Verena Kewitz, estudando os Marcadores Discursivos sob o olhar da teoria Multissistêmica e quando sobra tempo pra respirar, estuda francês, espanhol, chinês e tcheco. É formada em violão popular e teoria musical, e se arrisca um pouco no teclado e ainda não conseguiu parar de rascunhar frases por aí. Não tem vergonha de tocar em público, mas morre se tiver que tocar pra uma só pessoa. Atualmente, é professora particular de inglês.

Leave a Reply